Para quem trabalha no mercado da construção civil, é imprescindível entender como funciona o orçamento de obras. Muitas vezes esse planejamento não é feito com seriedade, e isso pode elevar o custo final dos empreendimentos.

Então, para ajudar você a minimizar os riscos e otimizar o orçamento, trouxemos algumas dicas práticas. Acompanhe para entender mais sobre esse assunto!

Conheça o local de implantação da obra

Parece óbvio, mas muitos profissionais não fazem uma visita de campo antes de começar a calcular as despesas. Entretanto, conhecer o local é essencial para entender tudo o que estará envolvido na construção.

Alguns terrenos apresentam diferenças de nível entre dois ou mais pontos, e isso pode significar maior movimentação de terra para corrigir a inclinação. Em outros locais, o solo pode ter trechos alagadiços ou erodidos, provocando um aumento no custo das fundações.

Fora isso, é importante observar o acesso para carga e descarga de insumos, além da distância dos prováveis fornecedores até o lote. Isso porque você precisará contar com gastos de transporte e frete.

Planeje bem antes de executar

Planejar bem a obra faz maravilhas na redução dos custos. Muitos acreditam que os projetos vão encarecer a construção, mas esse pensamento pode prejudicar o resultado final.

Os projetos ajudam a prever em detalhes todos os gastos envolvidos, contribuindo para reduzir despesas de retrabalho, muito comuns nas obras. Também fazem com que você tenha um planejamento financeiro realístico, evitando surpresas desagradáveis.

Nessa fase, é importante estimar o preço dos materiais de construção, serviços terceirizados, gastos com a legalização e regularização da edificação, máquinas e ferramentas que serão utilizadas. Não se esqueça de contabilizar os impostos incidentes.

Os cronogramas também são importantes instrumentos para planejar a execução das obras. Isso porque alguns serviços e equipamentos costumam ser cobrados por tempo de trabalho. Logo, evitando atrasos na obra, você poupa gastos desnecessários.

Use tabelas referenciais de composição de custos

Existem tabelas referenciais utilizadas para estimar orçamento de obras, como a do Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil (SINAPI – Caixa) e SICRO (DNIT).

Com elas, é possível mapear todos os serviços e materiais necessários para a construção e obter uma composição de custos aproximada. Entretanto, por terem abrangência nacional, podem apresentar variações de estado para estado e acabar comprometendo o planejamento financeiro.

Mesmo assim, essas tabelas continuam sendo importantes ferramentas para os profissionais da construção civil.

Detalhe custos unitários no orçamento de obras

Os custos unitários são previsões de gastos que consideram o preço de um serviço em função da produtividade do trabalhador e do valor dos insumos necessários para executá-lo. Por exemplo: o custo unitário de uma instalação hidráulica levará em conta tanto o preço dos tubos de PVC quanto o orçamento para o encanador executar o serviço.

Porém, eles não consideram a depreciação de materiais e manutenção de máquinas. Por isso, detalhe bem os custos unitários e conte com uma margem de segurança para esses imprevistos.

Faça boas escolhas de materiais

Estar atualizado e entender as alternativas de produtos disponíveis contribui muito para a redução de custos de uma construção.

Uma boa opção para os revestimentos é o porcelanato, devido a sua versatilidade, durabilidade e resistência. É um material amplamente utilizado nos projetos e ajuda a otimizar o orçamento porque apresenta grande variedade de preços e modelos.

Com ele é possível reduzir as despesas sem comprometer a qualidade da construção. Os porcelanatos bold (bordas arredondadas), por exemplo, apresentam custo inferior aos retificados. A diferença está apenas na espessura do rejunte, que deve ser um pouco maior para peças tipo bold.

Além disso, o porcelanato pode ser aplicado em todos os cômodos da casa, já que vem com diferentes superfícies de acabamento. Dessa maneira, comprando em maior quantidade, é possível negociar descontos em muitas lojas.

Fazer a composição de custos da construção é difícil, mas, com prática, você vai fazer estimativas cada vez mais próximas da realidade. Lembre-se de anotar os valores gastos e comparar com os previstos para melhorar nas próximas vezes que fizer orçamento de obras.

As informações deste artigo ajudaram você? Fique de olho nos próximos conteúdos do nosso blog. Para isso, é só assinar a nossa newsletter e aguardar novas publicações!

Escreva um comentário

Share This